quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

VENCENDO NO SILÊNCIO!

Acho que esse tipo de mensagem não é o que nós cristãos mais gostamos de ouvir, pois é difícil aceitar de boca calada, sem murmurar as provas e as pessoas que nos atingem, mas Deus tem maneiras diferentes de executar seus planos. Nosso Deus é criativo e sabe executar cada detalhe para levar seus filhos para onde Ele quer, como quer, para que através de tudo isso o Seu Nome seja Glorificado.

No começo das provas nós temos a tendência de citarmos todos os versículos possíveis que nos falam de vitória, que Deus é fiel, enfim, todas promessas que Deus tem para nós, mas após algum tempo em que a luta persiste fica difícil ter a mesma atitude.

Quando escrevia essa pequena mensagem e coloquei o título, estava me referindo ao silêncio que devemos fazer em atitude de fé. Silêncio que não é de tristeza, mas de certeza que o meu redentor responderá aos meus inimigos carnais, espirituais e a quaisquer outros que possam existir, sem que eu abra a minha boca para responder a eles ou tomar uma atitude contra eles.

Em um dos cultos, em uma ministração da Pra. Regina ouvi essa frase profética: - “Você vencerá em silêncio, assim como Cristo, o cordeiro de Deus, venceu em silêncio na cruz, você também vencerá”. Isso me despertou para uma das maneiras que podemos agir diante das provações.

Há circunstâncias em que não podemos abrir a boca pois se dissermos qualquer coisa poderemos dar munição para que nosso inimigo haja ainda mais contra nós.



Então o que fazer?



• Abra sua boca no momento certo, e fale com a pessoa certa: II Reis 4:8-37



Um bom exemplo disso é a mulher Sunamita que não podia engravidar e o profeta Elizeu profetizou sua gravidez e depois de alguns anos seu filho veio a morrer.

A mulher Sunamita não contou para ninguém que seu filho havia morrido, nem para seu marido ou para Geazi, servo de Elizeu, só contou quando chegou diante do profeta.

O silencio dessa mulher prova a fé que tinha e que Deus poderia devolver a vida de seu filho, e Deus assim o fez.



• Peça direcionamento de Deus para falar e agir na hora certa: Josué 6



Josué foi direcionado por Deus para lutar contra Jericó. Foi lhe ordenado que rodeasse a cidade em silêncio durante seis dias, só na sétima vez do sétimo dia é que puderam tocar trombetas e gritar.

Em minha concepção o silêncio ajudou a não contaminarem uns aos outros com palavras de desânimo, murmuração e descrença, pois temos uma tendência a anular o que cremos em nossa mente e espírito, falando o que estamos sentindo em nossa alma ( emoções ) e aí corremos o perigo de profetizarmos contra nós mesmos. Prov.18:21 A morte e a vida estão no poder da [língua]; e aquele que a ama comerá do seu fruto.

Siga o exemplo de Josué que foi direcionado por Deus e esperou o momento certo de falar e agir e foi presenteado com a vitória.



Querido você que está lendo essa pequena mensagem peça para que Deus o oriente sempre em tudo o que for fazer e nunca deixe que o falar demasiadamente venha roubar sua bênção. Em muitas situações mesmo estando coberto de razão não haja precipitadamente em falar ou irar-se, mas fique em silêncio, espere o momento certo, Deus vai agir em seu favor e lhe dará a vitória, pois Ele é o Deus do impossível!





Marcelo Guimarães

2 comentários:

  1. Mensagem certa....para o momento certo

    ResponderExcluir
  2. QUe mensagem maravilhosa. Cabe perfeitamente ao que venho enfrentando. Deus os abençoe.

    ResponderExcluir